quarta-feira, dezembro 31, 2014

Mistério

Fazemos fortunas em vendas de jogadores e, no entanto, o passivo do clube aumenta todos os anos. Como é isto possível?

Problema bicudo

Por muito que procure Jorge Jesus não vai conseguir encontrar no plantel alguém que substitua o argentino a contento. E não vai encontrar porque esse jogador não existe. Enzo era rápido, agressivo, construía jogo e desequilibrava no ataque, sendo que em termos defensivos mantinha essa agressividade, recuperando muitas bolas e dobrando com frequência e eficácia os seus colegas. Dos jogadores já testados por Jorge Jesus para o lugar, nenhum apresenta essas características. Talisca é lento a jogar e a decidir, é pouco agressivo e raramente consegue desequilibrar nas jogadas ofensivas. Pizzi jogou apenas uma vez na posição e também não mostrou características para o lugar, sobretudo nos aspetos defensivos. Samaris, de quem se tem falado que também pode desempenhar a função, não parece dar garantias dado que é muito lento e tecnicamente limitado embora revele alguma agressividade defensiva. Ou seja, Jorge Jesus tem aqui um problema bicudo para resolver e dificilmente vai conseguir arranjar uma solução que sirva os interesses do Benfica.

terça-feira, dezembro 30, 2014

Mais parecia um jogo de treino

O Benfica fez uma péssima exibição esta noite. Intensidade zero, inúmeros passes falhados, finalização deficiente e faltas em demasia foi em resumo o nosso jogo ao longo dos 90'. Para primeiro teste após a saída de Enzo não se pode dizer que tenhamos motivos para sorrir, bem antes pelo contrário. Esperemos que em Penafiel os jogadores tenham outra atitude pois se assim não for arriscamo-nos a sair de lá sem os 3 pontos.

Uma agradável surpresa

Não deixa de ser surpreendente a convocatória de Lindelof para o jogo desta noite. Apesar disso considero-o um dos poucos jogadores da atual equipa B que tem possibilidade de singrar no futebol. Adapta-se a várias posições e isso é uma vantagem nos tempos que correm.  Não é tosco tecnicamente e é fisicamente possante. Hoje dificilmente irá sair do banco mas é um jogador a quem se devem dar mais oportunidades. Devia ser emprestado a uma equipa da 1ª liga onde pudesse jogar com regularidade uma vez que a 2ª liga já é curta para ele.

Assim torna-se difícil cumprirem-se os objetivos


Nenhum clube com ambições desportivas desmantela uma equipa campeã em seis meses. Com esta debandada não se pode culpar Jorge Jesus se porventura não conseguir o bicampeonato.

segunda-feira, dezembro 29, 2014

Vender é a palavra de ordem de LFV

Aquilo que mais temíamos aconteceu: Enzo deixa o Benfica. Como já disse em anteriores postes não se discute o negócio em termos financeiros (é uma boa venda tendo em conta a idade do jogador e os valores envolvidos), mas em termos desportivos é um enorme tiro no pé. Alguns vão dizer que o ano passado aconteceu exatamente o mesmo com Matic e o Benfica acabou por ser campeão. Acontece que para colmatar a ausência do sérvio havia soluções no plantel, algo que não se verifica desta feita relativamente ao argentino. Para além disso, em meia época desfizemos uma equipa campeã o que nos irá trazer enormes dificuldades para os próximos anos uma vez que nos restam pouco jogadores de qualidade indiscutível. Sem dinheiro e sem jogadores para vender (exceção feita a Gaitán e eventualmente Talisca) que equipa vamos ter na próxima época? Que ambições poderemos ter com um plantel tão limitado? Feitas as contas em seis meses saíram 9 jogadores influentes, algo inédito no historial do Benfica. No tempo de Artur Jorge fez-se coisa parecida só que a qualidade dos jogadores envolvidos era incomparavelmente menor.

O tal que dizem que vem para o Benfica


Lisandro sem lugar no Benfica

Lisandro ao chegar apenas hoje comprometeu as suas possibilidades de poder jogar amanhã. Não sei se seria aposta para o onze titular, mas com este atraso Jorge Jesus já tem justificação para não o colocar em campo. O argentino é por aquilo que se tem visto o 4º central da equipa, o que não deixa de surpreender face à qualidade de César. Fez uma boa época em Espanha, foi um dos pré-selecionados para o Mundial, dos poucos jogos que fez pelo Benfica esteve em bom plano, mas ainda assim parece não dar garantias a Jorge Jesus.  Não deixa de ser estranho.

domingo, dezembro 28, 2014

Quem ocupará o lugar de Enzo?

Enquanto esperamos pelo fim da novela Enzo, vamos esperando também pela reentrada do Benfica em competição. É já depois de amanhã que voltamos a ver um jogo do Benfica e estou curioso em saber que onze Jorge Jesus vai escalar frente ao Nacional. Se vai apostar nos habituais titulares ou numa mescla de titulares e jogadores menos utilizados. Inclino-me para a 2ª hipótese, tendo em conta que há jogadores que precisam de mostrar se efetivamente se pode contar com eles para o resto da temporada. Com a mais que provável saída de Enzo, Jorge Jesus tem que se decidir de uma vez por todas quem vai jogar na posição 8. Em princípio há duas possibilidades em cima da mesa: Talisca ou Pizzi. Há quem entenda que Samaris poderia ser uma boa aposta mas pelo que temos visto Jorge Jesus já decidiu em definitivo que o grego é para jogar a 6. Seja qual for o escolhido não creio que possa fazer o trabalho com a mesma qualidade do argentino, sobretudo no capítulo defensivo. Acho acima de tudo que vamos ficar com um meio-campo muito fragilizado. A não ser que Jorge Jesus mudasse o sistema de jogo o que dada a sua teimosia dificilmente irá acontecer. 

sábado, dezembro 27, 2014

A novela continua

LFV exige os 30 milhões da cláusula e o Valência não está disposto a dar esse valor. É neste impasse que as coisas estão. Já se percebeu que Enzo quer sair. As suas últimas declarações e a não presença no jantar de natal do plantel são reveladoras. Os dirigentes do Valência estão também a apostar na pressão do argentino. Resta saber quem vai ganhar este braço de ferro. Aposto que vão ser os espanhóis. Oxalá me engane.

sexta-feira, dezembro 26, 2014

Não podia estar mais certo

Jorge Jesus está carregadinho de razão quando diz que não vai ter convites no final da época. Não é só pelo facto de estar fora das competições europeias. É também por causa da relação preço/qualidade. Aquilo que o Benfica lhe paga está muito acima daquilo que ele merece e da realidade do futebol português. O seu percurso não justifica o salário principesco que usufrui. Acresce, que no espaço europeu ninguém lhe dá o estatuto que ele pensa que merece. Nenhum clube de top europeu alguma vez o convidaria para os seus quadros. Quando muito um clube de média/baixa dimensão e nunca pelos valores que ele atualmente recebe. Em última análise nem o próprio Jorge Jesus tinha interesse num desafio desses porque as suas limitações são inúmeras e não estou a falar das futebolísticas. Só em desespero de causa e no caso de nenhum dos grandes em Portugal querer o seu contributo.

quinta-feira, dezembro 25, 2014

Aguarda-se com ansiedade o final da novela

Penso que não há nenhum benfiquista que não esteja ansioso por saber se Enzo vai ou não ficar no Benfica. Tudo aponta para que ele vá para o Valência mas há sempre uma réstia de esperança, por mais ténue que seja, que nos diga que o argentino ainda acabará por ficar. Seria ouro sobre azul e porventura a melhor prenda de Natal que LFV podia oferecer aos benfiquistas. O caminho para o bi-campeonato ficaria por certo mais desbravado se ele continuasse de águia ao peito. Os próprios colegas, estou convencido, teriam outra força moral para enfrentar o resto da temporada da mesma forma que os adeptos iriam reforçar o seu apoio à equipa.  

quarta-feira, dezembro 24, 2014

Será esta a política de contratações correta?

Parece que o Benfica se prepara para fazer duas contratações de jogadores de duvidosa qualidade. Um deles com problemas físicos a ponto de ter reprovado nos teste médicos do Sp. Braga e um outro que é pouco utilizado no Hertha de Berlim. A confirmarem-se fica a certeza que em vez de apostar em jogadores de qualidade comprovada, LFV prefere ir contratando jogadores baratos e desconhecidos na esperança de que alguns deles venha a sobressair. São jogadas no escuro que habitualmente têm dado mau resultado e que todas somadas têm um custo de muitos milhões de euros que depauperam os cofres do clube e em consequência contribuem para a falência dos nossos recursos financeiros. 

terça-feira, dezembro 23, 2014

Já chega de esbanjamento

Depois do empréstimo ao Corunha e ao Rennes, segue-se o Swansea. Começa a tardar a afirmação de Nelson Oliveira que tem esbanjado oportunidades e não há meio de mostrar que tem condições de um dia vir a ser uma aposta no Benfica. Prometeu muito, quando foi eleito o melhor jogador do mundial de sub20, mas desde então, exceção feita a uma boa temporada no Paços de Ferreira, estagnou completamente. Será que é desta que se vai afirmar?

Cheira-me a flop

Relativamente à eventual integração de João Teixeira no plantel principal a pedido de LFV, estou ao lado de Jorge Jesus. O puto ainda lhe falta muita tarimba e sobretudo cabedal para poder ser uma opção válida. Há muito benfiquista que pensa o contrário mas não me parece que tenham razão. O futuro se encarregará de confirmar o que eu digo.

segunda-feira, dezembro 22, 2014

LFV é o principal responsável pelos resultados desportivos desta época

Ao contrário de outras épocas, Jorge Jesus tem a possibilidade de argumentar que, caso venha a perder o campeonato, isso se deve à pouca qualidade do plantel. Um treinador que se vê de uma época para a outra sem oito jogadores fundamentais, a que se somará mais um em janeiro, tem toda a legitimidade para sacudir a água do capote. Já LFV não está em condições de exigir coisíssima nenhuma a não ser a entrega total da equipa técnica e dos jogadores. A ele se deve acatar toda a responsabilidade do que em termos desportivos vier a acontecer até ao final da temporada.

domingo, dezembro 21, 2014

Sinais muito preocupantes

Frente à pior equipa e última classificada do campeonato o Benfica fez uma exibição absolutamente deplorável dando uma pequena amostra, caso não seja reforçada em janeiro, do que vai fazer no resto da temporada. Nervosos, desconcentrados, displicentes, desinspirados, foi desta forma que se exibiram os nossos jogadores. Se dúvidas houvessem, que não havia, as segundas linhas provaram à saciedade que estão a anos-luz dos habituais titulares. Com estes jogadores o Benfica é uma equipa banal sem qualquer possibilidade de ambicionar a revalidação do título. E não me digam que com o regresso dos lesionados tudo volta à normalidade. Acontece que os tais lesionados, exceção feita a Luisão, ainda vão estar muito tempo impedidos de dar o seu contributo à equipa o que significa que é com estes jogadores que vamos enfrentar os próximos jogos. Por isso é que eu digo que ou vêm reforços ou estamos feitos.

Vai ter consequências negativas

E pronto, parece que está confirmada a saída de Enzo para o Valência, ainda por cima por valores abaixo da cláusula. Reconheço que seria difícil não vender o jogador tendo em conta as promessas feitas e a idade do argentino. Mas do ponto de vista estritamente desportivo a sua venda vai deixar muitas marcas na equipa e não pelos melhores motivos. O rendimento da equipa vai-se ressentir e tenho muitas dúvidas que o objetivo da revalidação do título venha a ser possível. A não ser que se fosse ao mercado buscar reforços de qualidade. Um central, um 8 e um ponta de lança seriam fundamentais. As nossas segundas linhas são muito limitadas e vamos comprovar isso a breve trecho. Curiosamente, o nosso grande rival do norte nunca vende jogadores fundamentais nesta altura da época. Porque será?

sábado, dezembro 20, 2014

Claro que é mentira

O Correio da Manhã é fértil em notícias mentirosas que têm um único fim: aumentar tiragens. Por isso não acredito quando o jornal afirma que Markovic vai voltar ao Benfica em janeiro. Claro que seria um excelente reforço, ainda para mais quando Salvio vai estar afastado dos relvados nos próximos dois meses, mas isso era o que nós desejaríamos e não o que vai acontecer.

À atenção de LFV

LFV tem que perceber que não pode desinvestir no plantel sob pena de o grande objetivo para esta época ir pelo cano. A saída de Enzo nesta altura é uma estupidez de todo o tamanho do ponto de vista desportivo, mas se tal acontecer há que ir buscar alguém que o substitua condignamente. Não há dinheiro? Mas o que é feito do dinheiro das vendas do verão que somaram dezenas e dezenas de milhões a que se juntam agora os milhões de Enzo? As segundas linhas do atual plantel estão longe de constituir alternativas credíveis. Quando muito temos alternativas em jogadores lesionados mas que só voltam a jogar dentro de algum tempo e mesmo assim não inspiram confiança porque a qualquer momento voltam a lesionar-se. Em suma, se LFV está à espera que com estes jogadores ganha o campeonato vai ter um enorme desgosto lá para maio.

sexta-feira, dezembro 19, 2014

Boa contratação


Com Carlos Andrade e Carlos Ferreirinho lesionados, a contratação de Fábio Lima faz todo o sentido. Internacional português, joga na posição 3 (extremo), tem no lançamento exterior o seu ponto forte, e vem acrescentar qualidade ao já de si excelente plantel encarnado.

Jogadores problemáticos

A facilidade que alguns jogadores do Benfica têm em lesionar-se é de exasperar o mais pacato benfiquista. Rúben Amorim, Sílvio, Fejsa e Salvio são frequentadores assíduos das salas de operações e do posto médico do clube. Bem sei que eles não têm culpa mas jogadores principescamente pagos têm de ter uma participação mais regular no Benfica, sob pena de serem investimentos que dão pouco retorno desportivo.

A triste realidade

Esta época, em jogos frente a equipas da nossa igualha temos um saldo de 2 vitórias, 3 empates e 5 derrotas. Há que convir que um score destes é manifestamente mau para um clube com as nossas ambições. A explicação para esta realidade é muito simples: temos, provavelmente, o pior plantel dos últimos anos. E sem plantéis de qualidade dificilmente se conquistam títulos. Acresce que a partir de janeiro com a saída de Enzo e a paragem prolongada de Salvio esta situação tenderá a agravar-se.

quinta-feira, dezembro 18, 2014

As camisolas não ganham jogos

Bem tinha avisado que os desejos de bom natal com que brindámos os adeptos portistas podiam sair-nos pela culatra. Pois bastaram 4 dias para que o feitiço se virasse contra o feiticeiro. Dois erros infantis e uma enorme falta de eficácia no capítulo da finalização ditaram a derrota e a eliminação da Taça de Portugal. Ficou patente neste jogo que o plantel do Benfica é curto em termos de qualidade. Quando alguns elementos não podem dar o seu contributo o rendimento da equipa baixa consideravelmente e desaires como o desta noite acabam por suceder com naturalidade. E, infelizmente para nós, as perspetivas de futuro não são nada animadoras. A saída de Enzo em janeiro pode vir a ser determinante, e estou convencido que o vai ser, quanto ao que vamos fazer no resto do campeonato. Fica ainda o sabor amargo de chegarmos a dezembro afastados das competições europeias e da Taça de Portugal algo inconcebível para um clube que deseja ganhar todas as competições em que participa. 

Baixas difíceis de colmatar

Duas contrariedades, ausências de Salvio e Luisão, tornam a nossa tarefa mais complicada para o embate desta noite com o Sp. Braga. Sendo o patrão da defesa, a ausência de Luisão é mais difícil de colmatar, até porque aqueles últimos minutos no Dragão com a dupla César/Jardel não nos deixam motivos para ficarmos descansados. Ola John, que em princípio irá ocupar o lugar de Salvio, tem que melhorar e muito a sua atitude competitiva se quiser ser uma alternativa credível na equipa. Seja como for, oxalá tudo corra bem e que no final do jogo possamos estar a festejar mais uma vitória.

quarta-feira, dezembro 17, 2014

Épico

Depois do futebol foi a vez dos nossos rapazes do hóquei em patins irem ao Dragão Caixa cilindrar o F.C. Porto. Será que finalmente estamos a perder o respeito ao nosso rival? Já era sem tempo.

terça-feira, dezembro 16, 2014

Nada de euforias

Nos vários programas desportivos que se têm sucedido após o jogo do Dragão, verificamos que a quase unanimidade dos comentadores residentes dão praticamente o Benfica como o vencedor do campeonato. Não nos deixemos enganar. Ainda temos muito campeonato pela frente, muita água há de correr por baixo da ponte, e teremos que ser muito competentes, cautelosos e humildes na abordagem que fizermos aos jogos que temos pela frente. Se bem nos recordamos, há duas épocas atrás chegámos a ter 5 pontos de vantagem a poucas jornadas do fim e acabámos por perder o título. Que isso nos sirva de exemplo e nos faça ter os pés bem assentes na terra e não embandeirar em arco porque não há motivo para isso. Acresce que há ainda que esperar pela reabertura do mercado para efetivamente sabermos com que equipa vamos ficar. Resumindo: estamos na frente com uma vantagem pontual apreciável mas longe de nos dar garantias de que o campeonato está no papo.

segunda-feira, dezembro 15, 2014

Cuidado com os festejos antecipados


Receio o mercado de inverno

Depois da grande vitória de ontem mais se acentua o receio que tenho do mercado de inverno. Com a vantagem que cavámos face aos nossos adversários não podemos deitar tudo a perder com a venda de jogadores que nos são fundamentais. Mais do que nunca devíamos aguentar Enzo até ao final da época. Aumentem-lhe o ordenado, façam tudo o que seja possível para evitar a sua saída. E quanto a Gaitán não pode haver sequer discussão quanto à sua permanência.

Vitória histórica

9 anos depois voltamos a ganhar em casa do F.C. Porto para o campeonato e demos um passo importante na direção do bicampeonato. Foi uma jornada fantástica, uma vez que os nossos adversários mais diretos perderam pontos permitindo-nos assim reforçar a liderança.
Jorge Jesus contrariou a maioria dos benfiquistas ao colocar Lima no onze titular em detrimento de Jonas e teve felicidade na escolha pois o brasileiro acabou por ser determinante com a obtenção dos dois golos que nos deram a vitória.
Não foi um jogo brilhante, longe disso. Houve sobretudo muita luta de parte a parte, sendo que o Benfica desta vez foi superior no plano tático. Após os primeiros 15 minutos em que estivemos algo desorientados, acertámos nas marcações e no preenchimento dos espaços e o nosso adversário teve enorme dificuldade em chegar à nossa baliza. Na parte final do jogo a sorte acompanhou-nos mas penso que no cômputo geral a vitória assenta-nos bem.
Especial destaque para a exibição de Gaitán, com algumas jogadas de génio e de Máxi que foi implacável na marcação a Brahimi. Os centrais também estiveram em grande plano (esperemos que a lesão de Luisão não seja grave), enquanto Samaris terá feito, na minha opinião, a melhor exibição desde que está no Benfica.
Agora há que continuar com a mesma humildade, respeitando todos  os adversários, mesmo os mais fracos, porque é nos jogos com os pequenos que se ganham os campeonatos.

domingo, dezembro 14, 2014

Jorge Jesus volta a inventar

Jonas, o melhor avançado do Benfica, aquele que mais golos tem marcado e que melhor rendimento tem evidenciado vai para o banco. Em seu lugar joga o Lima, a coqueluche de Jorge Jesus. Sinceramente não fiquei surpreendido. Aliás, já nada me espanta neste treinador.

Sem tremideira é o que se deseja

4 anos mais velhos e mais 100 jogos na primeira divisão. Isto é a diferença entre os nossos titulares e os do F.C. Porto. Que esta realidade seja suficiente para os nossos jogadores entrarem no Dragão com a tranquilidade necessária para conseguirem os seus objetivos. Tenham também presente que a tremideira é própria dos fracos.

sábado, dezembro 13, 2014

Inverter o ciclo de derrotas no Dragão

O histórico do Benfica diz-nos que Jorge Jesus não tem boas memórias do Dragão. É tempo de inverter este ciclo. Para que isso aconteça é necessário que o treinador encarnado não invente, jogue com as melhores peças que tem na equipa e que as disponha nos devido lugares, e que, para além disso, saiba incutir nos jogadores uma mentalidade ganhadora. Não se pode jogar no Dragão com medo do adversário porque isso é meio caminho andado para sairmos de lá com uma derrota. O F.C. Porto tem uma excelente equipa que ainda por cima está a atravessar um bom momento, mas isso não faz de nós uns coitadinhos que vamos lá apenas para cumprir calendário. Há que acreditar nas nossas capacidades e jogar de igual para igual pois só assim poderemos trazer um resultado positivo. Equipa que quer renovar o título não pode ter outra atitude.

sexta-feira, dezembro 12, 2014

Tão amigos que eles são

A dois dias do F.C. Porto/Benfica está tudo muito calmo, o que não é nada habitual em vésperas de um jogo com esta importância e tendo em conta a rivalidade entre os dois clubes. Noutras épocas já tinha havido inúmeras provocações, especialmente vindas lá de cima. Aparentemente isto deve-se à recente aproximação entre os dois clubes por causa das eleições para a Liga. O próprio LFV põe a hipótese de se sentar na tribuna ao lado de Pinto da Costa coisa impensável há pouco tempo atrás. Estou mesmo em crer que desta vez até os famosos cânticos com que sempre somos brindados pelos adeptos portistas vão estar ausentes do clássico. Bem sei que os interesses financeiros se sobrepõem a tudo, mas, ainda assim, custa-me a acreditar que esta aliança dure muito tempo.

Haja bom senso


Espero bem que LFV não cometa a imprudência de, na reabertura do mercado, vender também o argentino Gaitán. Se a venda de Enzo vai fazer grande mossa no rendimento da equipa, imagine-se o que seria ficarmos também sem Gaitán. Se isso acontecer bem podemos perder as ilusões quanto à reconquista do campeonato.

quarta-feira, dezembro 10, 2014

Calhou-nos em sorte um conjunto de equipas perfeitamente ao nosso alcance

O sorteio da Taça da Liga não nos foi desfavorável. Não são favas contadas mas temos mais do que  obrigação de terminarmos esta fase no 1º lugar. Fica a curiosidade de saber se Jorge Jesus vai aproveitar esta competição para dar minutos de jogo aos jogadores menos utilizados.

Não nos deixemos iludir

Houve jogadores que ontem deram boas indicações, sinal de que Jorge Jesus pode contar com eles para o resto da temporada. Infelizmente para eles, o treinador encarnado é um homem de ideias fixas que dificilmente muda de opinião relativamente a um jogador. Qualquer um daqueles jogadores menos habituais que deram o contributo ontem à equipa, só em caso de absoluta necessidade, leia-se lesões ou castigos, voltarão a jogar. Quando muito terão uma oportunidade nos jogos da Taça da Liga ou numa daquelas substituições à beira do terminus das partidas. Mais do que isso é pedir de mais a Jorge Jesus.  

terça-feira, dezembro 09, 2014

Melhor do que eu esperava

Frente a um adversário difícil as nossas reservas excederam as expectativas, em especial na 1ª parte. Não fora o falhanço inacreditável de Lima, sozinho a 3 metros da baliza e sem qualquer oposição, e poderíamos ter acabado o jogo com uma vitória. Especial destaque para a exibição de Pizzi, bem secundado pela dupla de centrais que estiveram irrepreensíveis. Pela negativa, Tiago voltou a demonstrar que lhe faltam argumentos para ser uma alternativa neste plantel. Jorge Jesus deve ter retirado ilações positivas desta partida, esperando nós que alguns dos jogadores que estiveram em ação esta noite voltem a ter novas oportunidades em próximos jogos.



Boa oportunidade

O jogo desta noite dá-nos a possibilidade de vermos atuar os habituais suplentes e perceber até que ponto podemos contar com eles no campeonato. Confesso que estou com curiosidade.

segunda-feira, dezembro 08, 2014

Absolutamente genial


Delapidação do plantel em ritmo acelerado

Bem sei que Enzo está a caminho dos 29 anos e esta é a altura certa para o vender até porque nenhum clube vai voltar a dar 30 milhões por ele. Só que desportivamente esta venda é um desastre. Sem o argentino o Benfica vai ficar muito mais fraco e não temos no plantel ninguém que o possa substituir com o mesmo rendimento. Não será Pizzi ou outro qualquer que fará esquecer o argentino. Nos últimos meses vendemos meia equipa, todos eles titulares indiscutíveis, e obviamente que isso tem custos em termos desportivos como pudemos verificar na eliminação precoce das competições europeias. A continuarmos nesta senda os títulos vão ser ganhos por outros emblemas que não o Benfica. E isso é tudo o que o historial do clube não merece.

domingo, dezembro 07, 2014

1º Balanço das Modalidades

No Basquetebol, o nível de qualidade da nossa equipa é tão superior às outras equipas que outra coisa não se espera que não seja a renovação do título e a conquista das demais competições em que participamos. Só num cenário de lesões de alguns jogadores influentes é que tal desiderato correria o risco de não ser alcançado.
No Futsal, à semelhança de outras épocas, que não a anterior, tudo indica que a conquista do campeonato se irá decidir entre o Benfica e o Sporting. A atual vantagem de que dispomos não é determinante uma vez que tudo se decidirá no play-off e aí o fator casa não me parece que vá ser decisivo. A equipa que se apresentar em melhor forma nessa altura será aquela que terá mais condições para ganhar.
No Voleibol, teremos um campeonato também decidido a dois: Fonte Bastardo e Benfica. Vai ser uma luta taco a taco e aqui, ao contrário do futsal, o fator casa no play-off pode ser decisivo, sobretudo se tudo for decidido em casa dos açoreanos.
No Hóquei em Patins, estou convencido que também aqui será uma luta a dois, entre F.C. Porto e Benfica. O embate da próxima semana pode-nos dar indicações sobre o atual valor das duas equipas.
No Andebol, não haverá novidades. O Benfica irá continuar a fazer a travessia no deserto que se prolonga há demasiadas épocas e o F.C. Porto somará mais um título.

O dilema de Jorge Jesus

Estou curioso em saber que equipa irá Jorge Jesus apresentar na 3ª feira frente ao Bayer Leverkusen. O que é que vai ser mais determinante nas escolhas de Jorge Jesus? O prestígio a defender, o dinheiro em jogo ou o clássico de domingo? O meu palpite é que ele vai colocar em campo uma mescla de jogadores titulares e não titulares de forma a evitar o risco de uma goleada e fazer descansar alguns titulares para o jogo com o F.C. Porto. A ver vamos.

sábado, dezembro 06, 2014

Estava difícil

Até aos 64' fizemos uma exibição inconsequente, muito pastosa, e sem conseguirmos ultrapassar o autocarro que o Belenenses montou à frente da sua baliza. A entrada de Lima veio revolucionar o jogo e o seu golo desbloqueou definitivamente a partida, obrigando o adversário a arriscar e a desguarnecer o seu último reduto permitindo dessa forma a abertura de espaços que os nossos jogadores souberam explorar. Os golos surgiram então com naturalidade dando justiça a uma vitória que se vinha afigurando difícil. 
Mais uma vez, Gaitán foi a grande figura da partida tendo o seu momento alto numa jogada magistral que nos deu o 3º golo. Só um predestinado consegue fazer uma jogada daquelas.
Agora há que ir ao Dragão e tentar trazer um resultado positivo. A parte mental dos nossos jogadores vai ser determinante. Se estivermos confiantes e concentrados as hipóteses de sucesso aumentam. Se entrarmos receosos e desconcentrados damos todos os trunfos para o F.C. Porto ganhar o jogo. Convém também que Jorge Jesus não invente. Há que reforçar o meio-campo e jogar apenas com um ponta de lança. É a melhor estratégia.

O que se passa com Cristante?

Incompreensível a pouca utilização de Cristante. Fez um bom jogo com o Moreirense e desde aí nunca mais teve oportunidade de jogar. Para o jogo desta tarde voltou a ficar fora dos convocados. Assim é difícil o miúdo poder singrar no Benfica.

As habilidades de Joaquin Correa


sexta-feira, dezembro 05, 2014

Obrigatório ganhar

O jogo de amanhã não vão ser favas contadas. O Belenenses tem sido uma revelação esta época, ocupando uma posição na tabela classificativa que provavelmente ninguém esperaria, mas a verdade é que estão no 5º lugar com todo o merecimento. Se se confirmarem as ausências de Miguel Rosa e Deyverson a tarefa pode-se tornar mais fácil mas ainda assim convém não subestimar o nosso adversário porque os dissabores podem acontecer a qualquer momento e nós já provámos esse sabor. Uma coisa é certa: é obrigatório ganhar para podermos continuar na liderança e chegar ao Dragão com 3 pontos de vantagem. 

quinta-feira, dezembro 04, 2014

A entrevista de LFV ao jornal "a Bola"



Não chega apostar só na formação

A crise obriga o Benfica a apostar cada vez mais na formação. Foi o próprio LFV quem veio dizer que na próxima época quer pelo menos 5 jogadores da formação no plantel principal. Diz inclusive que faz depender a renovação do contrato de Jorge Jesus da aceitação desta premissa. O repto está lançado resta saber se Jorge Jesus o vai aceitar. Sendo ele um indivíduo de ideias fixas dificilmente irá olhar para a formação com outros olhos. O que ele quer já nós estamos fartinhos de saber: jogadores de qualidade comprovada e de preferência altos e espadaúdos. Ora na equipa B não temos atualmente jogadores que cumpram esses requisitos. Há um ou outro jogador com potencial mas  ainda vão ter que crescer muito para merecerem oportunidades na equipa principal. O Benfica quer ser um clube de expressão mundial mas a verdade é que não tem condições para isso. É importante que se aposte na formação mas que não se descure a entrada de jogadores de créditos firmados. Doutra forma o Benfica deixará de ser um clube ganhador. Não há dinheiro? Então baixem o nível de exigência.

quarta-feira, dezembro 03, 2014

Quem ficará com os direitos de transmissão da Liga dos Campeões?

Com a destituição do Conselho de Administração da RTP por parte do Governo como ficará a questão dos direitos de emissão da Liga dos Campeões? Será que tudo volta à estaca zero e outro operador terá oportunidade de adquirir esses direitos? A Benfica TV estará na corrida? Tudo questões a serem esclarecidas dentro em breve.

Já basta a delapidação que o plantel sofreu

Depois da saída precoce das competições europeias é imperioso que o Benfica aposte tudo nas competições nacionais, especialmente na reconquista do campeonato. Toda a gente percebe isto sendo que LFV já veio a terreiro assumir essa obrigação. Acontece que falar é fácil, o difícil é consegui-lo dentro de campo. E para que isso aconteça é primodial que, na impossibilidade de nos reforçarmos em janeiro (não acredito que venha algum jogador que acrescente qualidade ao plantel; quanto muito virá alguém para fazer número como acontece com muitos que lá estão), não deixemos sair jogadores fundamentais, mesmo Enzo de quem se diz que já estará vendido ao Valência. Depois da delapidação que o plantel sofreu esta época, continuar por esse caminho só nos trará prejuízos desportivos. Pinto da Costa não vai deixar sair jogadores em janeiro, aliás nunca o faz por esta altura, porque sabe que a equipa tem que estar na máxima força para atingir os seus objetivos. Saiba o nosso presidente agir da mesma forma. Se assim não for perde toda a legitimidade de exigir resultados desportivos porque não se fazem omeletes sem ovos.

terça-feira, dezembro 02, 2014

Seria um rombo na Sporttv

A Benfica TV fez uma proposta pela aquisição dos direitos televisivos da Liga dos Campeões, conforme divulgou o diretor de comunicação, João Gabriel. Caso a nossa proposta tivesse vingado estou convencido que o número de assinantes dispararia deixando a Sporttv numa situação bastante periclitante. Resta saber se a UEFA iria permitir a cedência de direitos a um clube. Tenho as mais sinceras dúvidas.

Seria uma excelente aquisição

Embora não seja um "matador" que é aquilo que o Benfica precisa, isso não invalida que Campbell não fosse uma boa aquisição para janeiro. Mesmo que o Arsenal o dispense, e tudo aponta para que assim seja, a concorrência de outros clubes será muita e o próprio jogador deve preferir ir para outros campeonatos mais competitivos do que o português. 

segunda-feira, dezembro 01, 2014

As saudades que tenho dele





Ao Lima e ao Derley nem lhes peço hat-tricks. Um golinho de vez em quando e era um homem feliz. Pelos vistos é pedir-lhes muito.

Os energúmenos das claques

Sem que nada o fizesse prever, até porque o Benfica estava a ganhar confortavelmente e o ambiente estava calmo, uma série de energúmenos das claques encarnadas resolveram lançar o pânico na bancada com o lançamento de petardos e de cadeiras, obrigando muitos dos espetadores que se encontravam nesse local a refugiarem-se na pista. Um ato que os devia encher de vergonha, mas, ao contrário, esta malta tem um particular gozo naquilo que faz deixando muita gente em perigo e em última análise prejudicando o clube que eles dizem defender. Infelizmente, os constantes apelos de LFV têm caído em vão e o clube lá vai acarretando com os prejuízos causados por estes trogloditas. Até quando vamos ter que os aturar?

domingo, novembro 30, 2014

Uma forte entrada determinou o desfecho da partida

Uma entrada a todo o gás permitiu-nos ganhar vantagem na partida e com isso ganhar a tranquilidade que a equipa precisava. Ao findar da 1ª parte, uma péssima intervenção do guarda-redes academista, deu-nos o 2º golo e a história do jogo ficou logo aí traçada. Na 2ª parte baixámos o ritmo mas ainda assim tivemos oportunidades de sobra para ampliarmos o resultado. A Académica nunca importunou a nossa baliza - Júlio César foi um mero espectador - e o Benfica exibiu-se a um nível aceitável sem nunca deslumbrar.
Samaris continua a revelar dificuldades de adaptação à posição de trinco. Falhas na marcação, entradas a destempo e muito passes falhados vão sendo a imagem de marca do grego que tarda em revelar as qualidades que supostamente justificaram a sua contratação. Ao contrário, André Almeida voltou a estar insuperável em termos defensivos. Preocupante a forma como Derley falhou dois golos cantados o que a juntar à habitual ineficácia de Lima não perspetiva nada de bom para o resto da época. O ataque encarnado não pode depender apenas da inspiração de Jonas que nem sequer é um ponta de lança de raíz. 

A renovação de Jorge Jesus

O Correio da Manhã traz à estampa que LFV quer renovar com Jorge Jesus. Estranho a veracidade desta notícia porque ela não faz sentido nenhum. Acabámos de ser eliminados das competições europeias e a época ainda está no seu início pelo que há que esperar pelo final da época para podermos avaliar o seu trabalho. Se não ganharmos o campeonato acho que é altura de Jorge Jesus rumar a outras paragens. Sendo um treinador caríssimo, um dos mais bem pagos do mundo, tendo ao seu dispor, ao longo dos 6 anos em que está no clube, plantéis de inegável qualidade é forçoso exigir-lhe melhores resultados. O que ganhou até agora não justifica uma permanência tão prolongada no clube. 

sábado, novembro 29, 2014

Não há por ali grande matéria prima

A equipa B do Benfica tem vindo a perder fulgor com o decorrer do campeonato. Esta tarde sofreu mais uma derrota que não merece qualquer contestação tal a superioridade do adversário. A equipa vive muito dos rasgos individuais de alguns jogadores e quando esses jogadores estão em dia não o coletivo ressente-se. Tenho acompanhado com regularidade esta equipa e verdade seja dita não se vislumbram por ali valores com capacidade para integrar a equipa principal. O próprio Gonçalo Guedes, que tem merecido rasgados elogios de Jorge Jesus, tem ainda muito que provar.

Ridículo e constrangedor

Depois do afastamento do Benfica das competições europeias e questionado ontem na conferência de imprensa sobre a eliminação da Liga dos Campeões, Jorge Jesus sai-se com esta: "Não sei se ficamos em último lugar, pois ainda há um jogo por disputar". Palavras para quê, é um artista português.

sexta-feira, novembro 28, 2014

A teimosia de Jorge Jesus não tem limites

Independentemente das características dos jogadores e da capacidade do oponente, Jorge Jesus mantém-se fiel ao seu modelo de jogo. É o 4-4-2 e só muito raramente dali sai. E quando não começa um jogo com esses sistema é certo e sabido que durante os 90' os dois pontas de lança acabam por aparecer. Se é sabido que contra a maioria das equipas do nosso campeonato o sistema resulta, já quando o adversário é da nossa igualha ou superior a estratégia não resulta. Mas Jorge Jesus parece estar a borrifar-se para isso. Insiste, insiste e torna a insistir mesmo que a realidade dos resultados lhe prove o contrário. Será que nenhum elemento da equipa técnica lhe faz ver da necessidade de alterar o sistema frente a adversários de qualidade? E o Rui Costa, com a sua experiência de futebolista consagrado e um dos responsáveis pelo departamento de futebol, não lhe faz ver o seu ponto de vista? Não consigo acreditar que Rui Costa não se sinta incomodado com a teimosia de Jorge Jesus. Isto já para não falar de LFV que lhe paga a peso de ouro e que aparentemente deixa correr o marfim sem tomar uma atitude firme. A não ser que durante estes 5 anos esteja satisfeito com a conquista de 2 campeonatos, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça e duas presenças na final da Liga Europa (das Taças da Liga nem vale a pena falar). Se assim é temos que considerar que LFV se contenta com muito pouco.

quinta-feira, novembro 27, 2014

Antes em casa do que fora

No plano teórico calhou-nos a 2ª equipa mais forte o que não se pode considerar um bom sorteio. Felizmente que o jogo é em casa porque se fosse fora as hipóteses de passarmos a eliminatória seriam bem mais reduzidas. Sendo o jogo em casa temos a obrigação de ganhar, ainda para mais estando afastados das competições europeias Jorge Jesus já não se pode agarrar à desculpa do excesso de jogos. Pena que neste sorteio só tenha havido mais um acasalamento entre equipas da 1ª Liga, pois tínhamos todo o interesse em que as equipas mais fortes fossem ficando pelo caminho. Como tal não se verificou e jogando as equipas mais fortes em casa é bem provável que na próxima eliminatória só tenhamos equipas do 1º escalão.

Para Jorge Jesus refletir

Em cinco participações na Liga dos Campeões, Jorge Jesus só por uma vez conseguiu ultrapassar a fase de grupos, sendo que nas últimas duas épocas o Benfica esteve no pote 1. Desta vez, nem para a Liga Europa se conseguiu apurar. Pior do que isto é díficil.

quarta-feira, novembro 26, 2014

Enorme desilusão

O que mais se temia acabou infelizmente por acontecer: ficámos confinados às competições nacionais. Um clube com as ambições e o historial do Benfica não pode ficar afastado das competições europeias nesta fase tão precoce da época. É um desastre com consequências que ainda estão por avaliar. Receio que se apodere dos jogadores uma enorme desmotivação e que isso se venha a refletir no rendimento da equipa. Preocupa-me também o que poderá vir a acontecer na reabertura do mercado, nomeadamente quanto à eventual saída de jogadores influentes.
É bom que se assumam responsabilidades neste fracasso. A direção porque desmantelou uma equipa campeã; Jorge Jesus porque teima em montar estratégias de jogo que não servem os interesses da equipa e os jogadores porque não revelaram a ambição necessária para estar numa competição deste calibre.
Resta-nos disputar as competições nacionais com o empenho e a ambição que o Benfica e os seus adeptos merecem. O campeonato tem que ser nosso. Custe o que custar. Não há desculpas para outro fracasso.

O adeus à Champions e quiçá à própria Liga Europa

Jogámos 20 minutos de bom futebol na 2ª parte, período em que tivemos duas excelentes oportunidades de golo que não soubemos aproveitar, e, em seguida, Jorge Jesus resolve deitar tudo a perder com as opções tomadas. Numa altura em que o Zenit estava a crescer o treinador encarnado decide destapar o meio-campo e com isso desequilibrar a contenda a favor dos russos. É um erro recorrente de Jorge Jesus que nos tem custado bem caro mas que ele não se cansa de insistir.
O adeus às competições europeias parece inevitável, ainda para mais com a impossibilidade de podermos contar com Luisão na partida com o Leverkusen (só de pensar na dupla de centrais para esse jogo até me arrepio). De registar que o Benfica até esta fase da Champions apenas marcou 2 golos o que pode ajudar a explicar o porquê de mais uma saída prematura desta competição. Os nossos avançados têm muita vontade, entregam-se de forma empenhada ao jogo, mas não têm qualidade para estar nestes palcos.

terça-feira, novembro 25, 2014

Um dos jogos mais importates da época

Amanhã na Rússia estará muita coisa em jogo: o dinheiro, o prestígio e a nossa continuidade nas competições europeias. Para mim, a última é a que se afigura mais importante. Ficar fora das competições europeias, nesta fase da época, seria um tremendo fracasso e com eventuais repercussões negativas no rendimento da equipa nas competições nacionais, nomeadamente, no campeonato que é a competição intramuros que mais nos interessa. Se é verdade que do ponto vista físico a equipa teria melhores condições para se apresentar mais fresca por via dos menor número de jogos que iria fazer, também é verdade que os níveis motivacionais seriam menores dada a importância que os jogadores atribuem à sua presença nas competições europeias. Convém que os jogadores tenham isto em mente e encarem o jogo de amanhã como uma final que têm que obrigatoriamente ganhar pois um empate pode não ser suficiente para as nossas aspirações.

A receita para o jogo na Rússia

A chave do jogo contra o Zenit reside na forma como seremos capazes de parar Hulk. Terá André Almeida capacidade para anular o brasileiro?

segunda-feira, novembro 24, 2014

Neste particular a direção merece o nosso aplauso

Há que reconhecer que o que LFV e a sua equipa têm feito em matéria da criação de infraestruturas, sobretudo no Caixa Futebol Campos, é digno dos maiores elogios. Nesta matéria estamos, com certeza, ao nível dos melhores clubes do mundo. Oxalá consigamos colher a breve prazo os frutos de todo esse investimento.

Azar

Numa altura em que se estava a exibir a grande altura o azar bateu à porta de Derley. Uma lesão muscular implica sempre a paragem de cerca de 1 mês, no mínimo. Dificilmente estará pronto para a competição antes disso. Numa equipa onde os avançados de qualidade não abundam este é de facto um duro revés para o Benfica.

domingo, novembro 23, 2014

Jonas tem o lugar conquistado

"A rápida afirmação de Jonas é uma ótima dor de cabeça para Jorge Jesus. A jogar a este nível o brasileiro que chegou à Luz há dois meses é peça intocável porque não se pode deixar no banco um fabricante de "momentos gourmet". Ontem apareceram mais dois. O primeiro golo foi um passe para a baliza, numa zona onde um jogador "normal" dispara com violência. O 2-0 foi um daqueles lances que merecem ir para uma galeria de arte. A forma como preparou o remate, com uma genialidade orientada foi a última "delicatassen" de um reportório inesgotável. De ver e chorar por mais. Este Jonas é superior a Lima. Muito superior a Derley. E até mais influente que Talisca, sendo que neste caso se trata de jogadores com funções muito diferentes. É aqui que passa a estar o "problema" de Jesus na hora de preparar o plano ofensivo: dos quatro podem jogar trêm em simultâneo. E muitas vezes só vão poder estar dois. Um bom teste pois à capacidade de gestão de Jesus. Para conferir nas próximas semanas.
A qualidade de Jonas é acompanhado por eficácia: 7 golos em 6 jogos, tendo sido apenas titular em 4 ocasiões. Fazendo as contas, precisa de 61 minutos para faturar. O melhor marcador da equipa, Talisca, vai com 9 golos (8 no campeonato e mais um na Champions). A questão é que neste caso são necessários 125 minutos para cada golo. Continua a ser um excelente registo (até porque se trata de um playmaker), mas o que impressiona, realmente, é a média do avançado: 1 golo por hora. De facto, é uma pena que só possa jogar nas provas europeias em 2015".

Nuno Farinha
Record

sábado, novembro 22, 2014

Os melhores 30 minutos da época

Os primeiros 30 minutos da partida desta noite foram porventura aqueles em que o Benfica praticou o melhor futebol nesta época. Nesses minutos a equipa praticou um futebol de fino recorte materializado com três belos golos decidindo-se aí o desfecho da partida. Jonas revelou mais uma vez a sua veia goleadora e a sua qualidade técnica provando que é, por esta altura, um elemento decisivo na estrutura da equipa. Gostei também da prestação de Cristante, uns furos acima do que vinha mostrando até aqui. Finalmente, destaque para a exibição de Derley que vem subindo de rendimento jogo após jogo, dando tudo o que tem (e talvez por isso pagou com uma lesão perto do final do jogo) e mostrando-se importante no segurar da bola e proporcionar boas combinações com os colegas (fez mais duas assistências). Depois desta vitória venha o próximo adversário, de preferência um dos mais fáceis.

Benfica TV prevê um “aumento interessante” de receitas no próximo ano

"A Benfica TV gerou um lucro líquido de 17,1 milhões de euros na época passada, a primeira em que o canal transmitiu os jogos caseiros da equipa na Liga portuguesa e ainda os encontros do campeonato inglês. A expectativa é que no próximo ano haja “um aumento interessante” das receitas, disse Domingos Soares de Oliveira, administrador da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Benfica, num encontro com jornalistas.
Como o PÚBLICO já tinha avançado, o canal televisivo do Benfica gerou em 2013-14 receitas brutas de 28,1 milhões de euros e teve custos de 11 milhões. O saldo líquido é de 17,1 milhões de euros. Um valor que pode ser olhado de várias perspetivas: é mais do que o dobro do que a Olivedesportos pagava (7,5 milhões anuais), mas, por outro lado, é inferior à proposta que a empresa de Joaquim Oliveira tinha feito para continuar a deter os direitos dos jogos do Benfica no Estádio da Luz (111 milhões por cinco épocas, uma média de 22,2 milhões por ano).
Outra forma de comparação é olhar para o que teria acontecido caso Benfica e Olivedesportos tivessem renovado o contrato. Ao que o PÚBLICO apurou, na prática os 111 milhões do novo contrato seriam pagos em sete épocas: em 2011-12, a empresa de Joaquim Oliveira acrescentaria outros 7,5 milhões ao valor que estava previsto no anterior contrato (somando ao todo 15 milhões), em 2012-13, acrescentaria 8,5 milhões (total de 16 milhões) e em 2013-14 pagaria 17 milhões, aumentando depois um milhão de euros por ano até 2018. Neste caso, os 17 milhões de resultado líquido da Benfica TV no primeiro ano da sua nova operação é exatamente igual ao valor que a Olivedesportos teria pago em 2013-2014.
Seja como for, a expectativa do Benfica é que as receitas da Benfica TV aumentem no próximo ano. “Se a tendência for a do ano passado, não há dúvida que as receitas terão um aumento interessante”, disse o administrador financeiro, recusando falar em números. Apenas admitiu que os 40 milhões de euros que o Benfica chegou a colocar como o valor justo pelos seus direitos televisivos não é possível de alcançar “em termos imediatos”.
Durante a época passada, o canal benfiquista atingiu um pico de assinantes acima de 300 mil. “A única vantagem é que este ano não partimos do zero, mas dos 200 e tal mil”, acrescentou Soares de Oliveira, antecipando logo aí um aumento de receitas na época em curso.
O número de assinantes – formado maioritariamente por benfiquistas – foi tendo oscilações ao longo da época, com os períodos de jogos com o Sporting e FC Porto a coincidirem com picos de assinaturas. Para maximizar o número de subscritores, o Benfica não fecha a porta a reforçar os conteúdos que transmite, sejam mais jogos de campeonatos (atualmente detém as ligas inglesa, grega e americana), sejam até encontros de seleções. “Nunca deixaremos de olhar para oportunidades que possam existir no mercado”, disse Soares Oliveira, explicando que a regra é não comprar “conteúdos que não sejam possíveis de rentabilizar”. E será que o Benfica concorreu aos direitos em canal fechado da Liga dos Campeões? “Mesmo que tivéssemos apresentado [uma proposta], estando a decorrer processo negocial, não poderia confirmar”, respondeu o administrador benfiquista.
Numa conversa sobre as contas de 2013-14 (que o Benfica fechou com um lucro de 14,2 milhões, como já tinha sido noticiado) e aprovadas nesta sexta-feira em Assembleia Geral da SAD, Soares de Oliveira admitiu, por outro lado, que o clube não foi surpreendido pela decisão da Portugal Telecom, que no final da época deixará de patrocinar as camisolas dos três “grandes”. O administrador da Benfica SAD avançou que decorrem “negociações avançadas” com várias empresas nacionais e estrangeiras para o patrocínio das camisolas da equipa principal. Em cima da mesa estarão valores superiores ao contrato com a Portugal Telecom, disse o administrador benfiquista, sem revelar qual o montante que a PT paga – rondará os 4,5 milhões, segundo o Jornal de Negócios.
Nota ainda para a subida dos custos com pessoal para os 63,2 milhões de euros (cinco milhões devem-se a prémios, quatro milhões a acréscimos nos salários do plantel e dois milhões a ordenados na Benfica TV e museu).
Registo, por outro lado, para o Benfica continuar aberto a vender o nome do estádio, para a quebra nas receitas de bilheteira (especialmente nas competições europeias) e para o crescimento da dívida bancária para os 307 milhões de euros (era de 256,7 milhões na época passada).
Quanto ao colapso do BES, Soares de Oliveira diz que nada mudou a não ser o nome do acionista (o Novo Banco detém 7,97% da SAD benfiquista) e que mantém “uma relação estável” com o banco. Dificuldades no acesso ao crédito? “Não temos pedido”, respondeu o administrador, afirmando, por outro lado, que a distribuição de dividendos aos acionistas só pode ser ponderada quando a SAD regressar aos capitais próprios positivos – no final da época, eram negativos em 8,4 milhões, configurando o que habitualmente se designa como falência técnica".

Público

sexta-feira, novembro 21, 2014

Aceita-se a decisão

Já se percebeu que Jorge Jesus não vai proceder a grandes alterações no jogo da Taça, sendo que no meu entender até faz bem uma vez que o Moreirense não é propriamente um adversário fácil e nós queremos estar novamente no Jamor a discutir a conquista de um troféu que faz sempre falta nas vitrinas do nosso museu. A razão porque o faz é que não é a mais agradável e de alguma forma põe em causa o valor do plantel que tem ao seu dispor. Para ele há um leque de 12, 13 jogadores em que acredita, sendo que os outros só atuam quando o adversário é demasiado frágil ou há impedimentos de ordem física ou disciplinar. Convenhamos que esse discurso não é muito abonatório para muitos dos jogadores ainda que em parte ele tenha alguma razão. Resta saber qual a sua quota de responsabilidade na construção do dito plantel.

O estranho foi o Benfica ter ido buscá-los

O Criciúma, último classificado do campeonato brasileiro, dispensou 13 jogadores, entre os quais os nossos bem conhecidos Luís Filipe e Cortez. Se dúvidas houvesse quanto à qualidade futebolística destes personagens elas ficaram dissipadas. Como foi possível trazer estes jogadores para o Benfica é a pergunta que se coloca. Bem gostaria que situações similares não se voltassem a repetir no meu Benfica mas algo me diz que isso não vai suceder.

quinta-feira, novembro 20, 2014

Saída inevitável

Parece uma inevitabilidade a saída de Enzo em janeiro. Tendo em conta a sua idade e a ser verdade que o Valência vai bater os 30 milhões da cláusula de rescisão não há forma de o argentino continuar no Benfica. A confirmar-se será uma perda irreparável, pelo menos durante esta época, uma vez que não temos capacidade financeira para adquirir um jogador da sua igualha no mercado de janeiro a que acresce o facto de não existir no plantel alguém que o possa substituir condignamente. O meu grande receio é que a equipa se ressinta em demasia com a sua ausência e o rendimento baixar para níveis que nos impeçam de atingir os objetivos a que o Benfica se propôs para esta época.

Uma boa opção para o Benfica

Raphael Guerreiro tem-me surpreendido pela positiva, quer ao serviço dos sub 21 quer da seleção principal. Apesar da sua juventude revela qualidades futebolísticas que podem fazer dele um futuro lateral esquerdo de eleição. Melhor a atacar do que a defender o seu potencial de crescimento é enorme. Sabendo-se das debilidades que o plantel do Benfica apresenta nesta posição específica seria por certo uma boa opção. Tem contra si o facto de ser um jogador de baixa estatura característica que Jorge Jesus não aprecia particularmente. Por outro lado, esta chamada à seleção A e o golo que marcou contra a Argentina inflacionaram o seu preço no mercado. Ainda assim, acho que os responsáveis do Benfica deviam equacionar a sua compra. Seria, sem sombra de dúvida, uma mais valia para o plantel. 

quarta-feira, novembro 19, 2014

Com o dinheiro dos contribuintes não é difícil adquirir direitos televisivos

Não tendo eles sido adquiridos pela Benfica TV, é-me completamente indiferente o canal que viesse a transmitir o pacote de dezoitos jogos da Liga dos Campeões. O que gostaria é que esses jogos fossem transmitidos em HD algo que não acontece com os jogos transmitidos pela TVI. Em pleno século XXI não se admite que tenhamos que ver jogos com uma qualidade de imagem inferior. Especialmente quando se trata de jogos em que o Benfica intervém.

A lista de reforços para janeiro não para de aumentar

Com o aproximar da janela de mercado de janeiro sucedem-se os rumores de vários jogadores em que o Benfica está interessado e que poderão vir a vestir a nossa camisola. É sempre assim quando chegamos a estas alturas e já todos percebemos que a maioria dessas notícias não têm qualquer fundamento, sendo jogadas de empresários para valorizarem os seus jogadores ou pressionarem renovações e dos próprios jornais que querem aumentar as suas tiragens. É óbvio que o Benfica necessita de fazer reajustamentos no plantel embora me pareça que LFV não esteja pelos ajustes. Por mim já me contentava com os regressos de Sílvio e Fejsa pois as posições onde eles habitualmente jogam são aquelas onde estamos mais debilitados. Quando muito a chegada de mais um avançado, dado que os que temos não têm revelado a veia goleadora de que o Benfica tanto necessita.

terça-feira, novembro 18, 2014

Jobey Thomas mais uma vez imparável


Nem Carlos Lisboa nos seus tempos áureos. Este Jobey Thomas é intratável a marcar triplos. Foi graças aos seus 32 pontos (7 triplos em 10 tentados) que o Benfica conseguiu a sua primeira vitória no EuroChallenge. Impressionante a inteligência com que joga, sobretudo no capítulo ofensivo. É o nosso abono de família. 

domingo, novembro 09, 2014

Valeu o resultado

Mais uma exibição miserável na senda do que o Benfica tem vindo a fazer esta época. Depois de uma 1ª aceitável apoderou-se dos nossos jogadores uma apatia inaceitável que só não nos trouxe amargos de boca porque a sorte esteve do nosso lado e a arbitragem nos deu uma ajuda. Nesta altura da época exigia-se muito mais da nossa equipa.

terça-feira, novembro 04, 2014

Quem não Talisca não petisca

Mais uma exibição descolorida mas quem tem Talisca arrisca-se a ganhar como veio a acontecer. Esta vitória dá-nos alento para o resto da competição, sendo que o próximo jogo na Rússia será determinante quanto à hipótese de podermos continuar nas competições europeias. Outro resultado que não seja a derrota dá-nos margem para termos esperança. Um resultado negativo deitará tudo a perder. Com se vê as contas são muito fáceis de fazer.

sábado, novembro 01, 2014

Fraquinho, fraquinho

Continuamos a jogar pouco e o que nos vai valendo é a veia goleadora de Talisca. A prosseguirmos nesta senda de exibições o futuro não augura nada de bom.

quinta-feira, outubro 30, 2014

Querer não é poder

Jorge Jesus disse hoje que gostava de fazer parte da lista dos que concorrem pelo melhor treinador de 2014 e, porventura, é capaz de achar que o seu nome merecia constar dessa lista. É uma opinião discutível. Vencer todas as competições em Portugal não me parece suficiente tendo em conta a competitividade das nossas competições. Além disso, foi finalista vencido na Liga Europa frente a uma equipa de nível inferior ao Benfica.  Resumindo: sendo que é uma lista de 10 talvez o seu nome merecesse lá estar mas nunca num lugar de destaque.

segunda-feira, outubro 27, 2014

Enigma

Uma das coisas que mais me irrita em Jorge Jesus é a completa apatia que se apodera dele sempre que os jogos não estão a correr de feição ao Benfica. O homem parece que fica bloqueado, não sabendo o que fazer sempre que é confrontado com estas situações. A atitude interveniente que tem sempre que está a ganhar desaparece mal as coisas começam a correr mal. Tarda em mexer no jogo e quando mexe habitualmente fá-lo mal; tem receio em fazer substituições parecendo não ter confiança nos jogadores que tem no banco. Enfim, para um treinador com a sua tarimba e que se acha o melhor do  mundo e arredores esta aparente submissão à adversidade não se compreende.

domingo, outubro 26, 2014

Expectável


Governados por um presidente que desmantelou uma equipa campeã e um treinador que desde há muito vem provando que não sabe abordar os jogos com as boas equipas outra coisa não se pode antever que não seja uma época para esquecer. A eliminação precoce das competições europeias será um facto e a luta pela conquista do campeonato vai ser uma disputa entregue aos nossos dois grandes rivais. Nós ficaremos a assistir de longe, o mesmo é dizer a uma larga distância do topo da classificação. O bi-campeonato, algo que nos foge há décadas, vai ter que esperar

Jogo de alto risco

Um dos jogos mais difíceis e importantes que o Benfica terá durante o campeonato e em que é obrigatório ganhar se quisermos consolidar a nossa posição no topo da tabela classificativa. Tenho algum receio da tática e dos jogadores que Jorge Jesus colocará em campo pois é nestes jogos, de grau de dificuldade elevada, que o técnico encarnada mais tendência tem para inventar.

quarta-feira, outubro 22, 2014

Mais uma desilusão na frente europeia

Por muito que nos custe admitir há que reconhecer que o Benfica atual não tem pedalada para andar na Liga dos Campeões. Já me contentava com o apuramento para a Liga Europa mas depois do resultado desta noite as contas complicaram-se e muito. Se ficarmos fora da europa não vai ser fácil motivar os jogadores para as competições internas, além de que em janeiro teríamos saídas garantidas de jogadores influentes.

sábado, outubro 18, 2014

Jorge Jesus salvo por Jonas

Jorge Jesus correu riscos desnecessários que nos podiam ter saído caro. O resultado da eliminatória esteve tremido mas a classe de Jonas acabou por ser determinante na nossa vitória. O brasileiro tem pouco mais de 90 minutos em campo e já conseguiu 4 golos o que diz bem da sua qualidade. Justificou claramente a titularidade nos próximos jogos. Pena não poder jogar na Liga dos Campeões.

Do 8 para o 80

Jorge Jesus, na minha opinião, decidiu arriscar em demasia para o jogo desta tarde na Covilhã. São muitas as alterações, porventura jovens a mais, e um banco com poucas alternativas se as coisas correrem mal. Menosprezar o adversário é capaz de não ser a melhor atitude. Oxalá Jorge Jesus não se venha a arrepender.

quarta-feira, outubro 01, 2014

Trucidados pelos alemães

Foi um jogo de sentido único. Através de uma pressão constante sobre os nossos jogadores, que nunca souberam contrariar esta asfixia, os alemães dominaram a partida a seu bel-prazer e só não golearam porque os deuses estavam connosco.
Num jogo em que o Benfica não podia perder não se percebe como JJ coloca Cristante a jogar de início. É assumidamente dito pelo treinador encarnado que a posição 6 é crucial no seu sistema de jogo. Assim sendo, como é que o italiano que até hoje nunca havia jogado a titular, salta para a titularidade, num jogo desta dimensão e com esta importância?
Depois desta derrota os próximos encontros com o Mónaco assumem um caráter decisivo. Ou ganhamos esses dois jogos ou estaremos fora da europa.

sábado, setembro 27, 2014

Sofrimento escusado

Os jogadores têm de perceber que não se ganham jogos sem atitude. Num jogo que se previa tranquilo, depois de atingirmos uma vantagem de dois golos, o Benfica convenceu-se que a vitória estava no papo e decidiu entrar em poupança de esforços e quase que deitava tudo a perder. O Estoril foi crescendo, apercebeu-se que podia dar a volta ao resultado e perante a inépcia do adversário chegou ao empate com todo o merecimento. Ficou mais uma vez evidente que o Benfica manifesta grandes dificuldades nas transições defensivas. Samaris tarda em adaptar-se à posição, cometendo demasiados erros posicionais que tornam o corredor central num enorme buraco que permite aos adversários cavalgarem em direção à nossa baliza. Não fora o Estoril ficar reduzido a 10 jogadores e tenho sérias dúvidas que saíssemos com os três pontos da Amoreira.

segunda-feira, setembro 22, 2014

Cheguei a temer o pior

Passámos por um susto mas a expulsão de um jogador do Moreirense e a bomba de Eliseu descomplicaram o que parecia difícil. A nossa 1ª parte foi um horror com uma grande falta de atitude e uma lentidão de processos que exasperou todos os benfiquistas. Na 2ª parte a equipa entrou com outra vontade e a vitória acabou por se conseguir com alguma naturalidade.
O melhor desta jornada foi o empate do F.C. Porto que nos coloca isolados na frente do campeonato.. Agora há que cimentar a liderança, se possível já na próxima jornada. 

terça-feira, setembro 16, 2014

Jardel hipotecou as nossas hipóteses

Num jogo que se previa equilibrado o tamanco do Jardel com dois passes falhados, que originou o 1º golo do Zenit e a expulsão do Artur, acabou por ditar a nossa derrota. É nestes jogos que salta vista a falta de qualidade de alguns jogadores. Jardel é um desses jogadores e demonstrou claramente que não tem arcaboiço para jogos deste calibre.
Esta derrota, embora tenhamos ainda muitos jogos pela frente, pode condicionar o nosso apuramento para a fase seguinte. Não que isso seja muito importante até porque o Benfica não é equipa que possa almejar a grandes voos nesta competição. O que pode ser preocupante é não nos conseguirmos apurar para a Liga Europa. Isso sim,  seria uma machadada muito grande nas nossas ambições para esta época uma vez que poderia deixar marcas no nosso percurso nas competições nacionais.  

sexta-feira, setembro 12, 2014

Quem dera que todos os jogos acabassem assim

Até ao 2º golo a equipa não esteve muito inspirada mas a partir daí arrancou para uma exibição convincente que podia ter originado um resultado mais amplo do que aquele que foi alcançado. Talisca foi o expoente máximo com os três golos marcados mas dificilmente voltará a repetir esta façanha. Quanto aos reforços, gostei da exibição de Samaris. Entrou tímido, cometendo aqui e ali alguns erros, mas com o decorrer da partida foi ganhando confiança e acabou em bom plano. O italiano Crisantis teve pouco tempo para se mostrar mas deu para ver que tens características diferentes do grego. Privilegia o passe longo e é mais ofensivo. Vamos esperar pelos próximos jogos para termos uma opinião mais concreta sobre o real valor de cada um deles.
Fechado que está o mercado quer-me parecer que este plantel tem mais soluções para o meio-campo ainda que na defesa estejamos mais fracos relativamente à época passada. Quanto aos avançados vamos ver o que Jonas pode acrescentar ao plantel. Lima terá feito o melhor jogo desta época mas continua sem marcar golos que é aquilo que se exige a um avançado.

quinta-feira, setembro 04, 2014

Os dislates de JJ

Ao ouvirem JJ dizer que só um deles irá jogar, Samaris e Cristante devem ter ficado apreensivos. A ser assim, palpita-me que dentro de muito pouco um deles vai pedir para sair já na próxima janela de mercado. E o que pensará LFV depois de ter gasto 16 milhões nos jogadores?

segunda-feira, setembro 01, 2014

Sem avançados não se ganham campeonatos

Não é preciso ser um expert em futebol para facilmente percebermos que o Benfica não terá sucesso sem um avançado de jeito. LFV esquece-se que para se ganhar jogos é preciso marcar golos e os avançados, como sucede habitualmente em todas as equipas, têm um contributo decisivo nesse capítulo. Ora os nossos avançados ainda não marcaram um golo desde que a época se iniciou e muitos poucos golos irão fazer durante a mesma pela simples razão de que não têm qualidade. Perante esta evidência tenho dificuldade em aceitar que havendo a necessidade de se contratar um avançado de qualidade reconhecida, e a estrutura do clube obviamente sabe disso, não o consigamos fazer até ao final desta janela de mercado. Incompetência pura que nos vai trazer grandes amargos de boca durante a época.

domingo, agosto 31, 2014

A teimosia de Jorge Jesus volta a fazer estragos

Para nosso azar o Artur voltou a fazer a diferença pela negativa, nada que não fosse esperado face à fragilidade mental do brasileiro. Mais uma vez, a teimosia de Jorge Jesus saiu-nos cara.
Ficou também evidente que com este plantel dificilmente teremos condições para lutar pelo título. A falta de um ponta de lança que nos dê poder de fogo é gritante. O meio-campo, mesmo que Enzo fique, está longe de nos dar garantias de sucesso. Enfim, a não ser que tenhamos novidades no dia de amanhã, o que não me parece crível, espera-nos uma época penosa para desgosto de todos os benfiquistas. 

Última hora - Wenger não deixa sair Campbell

Arsenal boss Arsene Wenger insists striker Joel Campbell, 22, will not be leaving the club on loan again after spending last season at Olympiakos. Reports have suggested interest from AC Milan, but Wenger is adamant he will be staying put:
We have had a lot of offers for Joel and have turned them all down. There are plenty of clubs – I don’t know exactly how many because once I said to my assistants, ‘He will not go out on loan’, if somebody calls them they don’t even tell me anymore because, when I say no, it’s no.

quinta-feira, agosto 28, 2014

Pouca sorte no sorteio

Estamos inseridos num grupo bastante difícil e equilibrado que nos obriga a estarmos ao nosso melhor nível se nos quisermos manter nas competições europeias para lá desta 1ª fase, seja na Liga dos Campeões ou na Liga Europa. Estes últimos dias do mercado têm que ser aproveitados por LFV para reforçar a equipa com dois ou três jogadores de indiscutível qualidade, que entrem de caras no onze titular, pois se assim não for o nosso destino estará traçado e não será aquele que nós gostaríamos que fosse.

domingo, agosto 24, 2014

Preocupante exibição

Se é este Benfica que queremos para a época que agora se iniciou estamos tramados. A exibição esta noite no Bessa foi absolutamente deplorável e é bom não esquecer que jogámos contra uma equipa que vem do Campeonato Nacional de Séniores. E não me venham com a desculpa que fomos condicionados pelo piso do campo. Foi notória a falta de um organizador de jogo e se deixarmos sair Enzo Pérez é abdicar de lutarmos pelo título. Não há volta a dar.

domingo, agosto 17, 2014

Até que enfim!

Finalmente acabámos com a malapata de 9 anos sem vencermos na 1ª jornada do campeonato. Vencemos com toda a justiça embora a exibição não tenha sido portentosa, bem longe disso. Artur voltou a defender uma penalidade e com isso acabou por contribuir decisivamente para a vitória do Benfica. Gaitán voltou a ser a figura mais destacada da partida e esperemos que Enzo não tenha feito o último jogo envergando a nossa camisola. Dito isto, precisamos de reforços e de qualidade uma vez que 13 ou 14 jogadores não são suficientes para enfrentarmos uma época com tantas frentes.

segunda-feira, agosto 11, 2014

Não havia necessidade

Foi sofrer até ao fim sem necessidade tal a superioridade revelada durante toda a partida. A equipa exibiu-se com qualidade mas baqueou na finalização, capítulo do jogo em que estivemos demasiado perdulários.
Enzo destacou-se e demonstrou mais uma vez que com ele em campo a música é outra. Infelizmente é capaz de ter sido a última vez que jogou de encarnado ao peito e a sua falta vai se fazer sentir e de que maneira. Ficou evidente, tal como JJ também referiu, que o Benfica precisa urgentemente de mais reforços e não de contratações que essas já fizemos em demasia e não as devíamos ter feito.

quinta-feira, agosto 07, 2014

Bernardo Silva, Ivan Cavaleiro e João Cancelo vendidos a um fundo

que por sua vez os empresta a Mónaco, Corunha e Valência. Faz agora todo o sentido uma notícia de há uns tempos atrás que afirmava que estes jogadores tinham sido vendidos por 30 milhões. E LFV continua calado. Inadmissível!

domingo, agosto 03, 2014

Chegou a hora de LFV dar a cara

Os benfiquistas precisam de explicações urgentes sobre o que se está a passar no Benfica. Não tanto pelos miseráveis resultados e exibições que a equipa de futebol vem fazendo nesta pré-época mas sobretudo para nos explicar como conseguiu num tão curto espaço de tempo desbaratar uma equipa campeã.

sábado, agosto 02, 2014

Futuro tenebroso

Jorge Jesus não quer que os benfiquistas se assustem com os maus resultados e as más exibições desta pré-época mas a verdade é que há motivos mais do que suficientes para que isso se verifique. O desmantelamento de uma equipa campeã e a compra de jogadores de qualidade bastante inferior aos que saíram, não dão quaisquer garantias de as coisas poderem vir a melhorar e logicamente isso deixa qualquer adepto preocupado. O que os jogos deste início de época evidenciam é que o Benfica, com este naipe de jogadores, não tem qualquer possibilidade de alcançar os objetivos a que se propõe nas competições nacionais e arrisca-se a desbaratar o prestígio alcançado a nível europeu nas últimas épocas. LFV é o único responsável pelo que se está a passar e devia vir a terreiro explicar aos benfiquistas o porquê desta necessidade imperiosa de vender jogadores quando ainda há bem pouco tempo assegurava que o Benfica não tinha necessidade de o fazer.

segunda-feira, julho 28, 2014

Perguntas a que LFV devia responder

1. Enzo, fica?

2. Gaitan, fica?

3. Pode pelo menos garantir que um deles não sai?

4. Para o lugar de Garay, virá alguém ou a ideia é procurar entre Jardel, Sidnei, César, Lisandro Lopez e Steven Vitória o parceiro de Luisão (e esperar que o capitão só se lesione na pré-temporada...)?

5. É mesmo verdade que Djavan ainda agora foi contratado e já vai embora?

6. Se o clube precisa de poupar, por que razão contrata um Luís Felipe se tem no plantel um João Cancelo?

7. À frente da defesa será por conta de Ruben Amorim (que é muito bom, mas tem uma longa lista de pequenas-médias lesões) e Fejsa (que estará parado longos meses) ou aparecerá mais alguém?

8.  Não ter vendido   Cardozo   ao Fenerbahçe enquanto podia foi a sua pior decisão (depois do despedimento de Fernando Santos, já sabemos)?

9. Jesus disse-lhe que está convencido de que Derley funciona num esquema com dois avançados?

10. Se o treinador gostava mesmo é de Eliseu, por que se comprou no ano passado Djuricic se afinal não dá para mais do que equipas médias de outros campeonatos?

11. Esta talvez fosse mais para o médico, mas como não é fácil aceder a informação seja de que tipo for no Benfica, aproveitamos a oportunidade: Nélson Oliveira está lesionado ou existe outra explicação para ser ignorado enquanto Jara vai somando minutos?

12.  Já agora, a situação do Grupo Espírito Santo preocupa-o ou é só uma coisa de que as pessoas falam porque ainda não há jogos oficiais e erros dos árbitros?

13. Última pergunta: quanto dinheiro mesmo precisa o Benfica de fazer em contratações até 31 de agosto?

Excerto de um artigo de Luís Sobral que pode ser lido aqui:

domingo, julho 27, 2014

A aparente serenidade de Jorge Jesus

Jorge Jesus disse aos benfiquistas que não devem ficar preocupados porque seguramente vai construir uma boa equipa. Sabemos que ele terá acesso a informação que nós não dispomos e porventura lhe terão assegurado que irão chegar novos jogadores e de qualidade comprovada. Uma coisa eu sei: com estes jogadores que se têm apresentado nos jogos da pré-época, e partindo do princípio que Enzo e Gaitán vão acabar por sair, essa tarefa vai ser impossível por muito que Jorge Jesus se ache o melhor dos técnicos e tenha uma confiança exacerbada nas suas capacidades a ponto de conseguir transformar um mau jogador num jogador de top.

quarta-feira, julho 23, 2014

LFV precisa de parar para pensar

Os rapazes até se esforçam mas como a qualidade está perto do zero as derrotas vão-se sucedendo com naturalidade. Fica claro que ou veem reforços que venham acrescentar valor à equipa ou então vamos ter uma época de grandes desilusões.

Inacreditável

O F.C. Porto anda a construir uma equipa com jogadores de qualidade comprovada, enquanto nós andamo-nos a "reforçar" com o refugo do futebol mundial. Esta última do Eliseu não lembra a ninguém.

segunda-feira, julho 21, 2014

Sou só eu que vejo isto?

Ver Talisca a marcar livres laterais faz-me confusão. Ora, tendo ele cerca de 1.90m não fará mais sentido estar dentro da área para finalizar?

domingo, julho 20, 2014

Miserável exibição

Não sei o que foi mais irritante no jogo desta noite: se a péssima exibição do Benfica, se os comentários inenarráveis do Calado.
Confirma-se que Jorge Jesus vai ter muito que trabalhar para fazer uma equipa de jeito. Os reforços vão demonstrando que não são mais valias para o Benfica, o que me deixa deveras apreensivo para a época que se avizinha. LFV vai ter que dar muitas explicações porque os adeptos e os simpatizantes benfiquistas não lhe vão perdoar a destruição de uma equipa vencedora.

 

sábado, julho 19, 2014

Novas aquisições mostraram-se

O 1º jogo da época permitiu vermos em ação algumas das novas aquisições do Benfica. Obviamente que um jogo não nos permite tirar grandes ilações, mas, ainda assim, algumas considerações podem ser feitas:
Talisca - terá sido aquele que melhores indicações deu. Boa técnica, boa visão de jogo e algum poder de finalização;
Benito - acima de tudo parece ser um jogador que não inventa. Não arriscou em termos ofensivos mas deu para ver que sabe cruzar. Não foi posto à prova no capítulo defensivo pelo que há que esperar por novos jogos para perceber como se comporta a este nível;
César - outro que procura jogar certinho. Gosta de sair a jogar e consegue colocar passes à distância. Não deu para avaliar a sua capacidade defensiva;
Luís Filipe - pesadão, não conseguiu impressionar positivamente, bem antes pelo contrário;
Candeias - foi pouco solicitado mas mostrou-se bastante disponível nas ações defensivas.

segunda-feira, julho 07, 2014

Não podia estar mais de acordo

"Os negócios do F.C. Porto são as vitórias e as vitórias do Benfica são os negócios"- Carlos Daniel

sexta-feira, junho 27, 2014

E lá se vendeu mais uma jóia da coroa

Já se sabia que a saída de Garay era inevitável. O que não se sabia era que o Benfica ia arrecadar apenas 2,4 milhões pela sua venda. Se isto não é um negócio ruinoso vou ali e já venho.

quarta-feira, junho 25, 2014

Começo-me a convencer

que mais cedo do que tarde vamos assistir a uma nova "Operação Coração" no Benfica. O clube está falido e nem todas as épocas vamos conseguir vender jogadores que nos permitam ir tendo a cabecinha à tona de água. Com o plantel que se perspetiva para a próxima época as possibilidades de isso acontecer são mais do que muitas. Jogadores às paletes e sem o mínimo de qualidade não haverá clubes que os queiram adquirir. Mais uma vez os adeptos e simpatizantes serão chamados a salvar o clube.

sábado, junho 21, 2014

LFV desesperado em vender jogadores

Ontem, em Angola, Jorge Jesus fez uma afirmação curiosa que deve ter passado despercebida a muita gente. Disse ele que "daqui a uns dias vão ver na comunicação social mais jogadores do Benfica que este ano nem vão chegar à equipa principal, pois foram adquiridos pelas grandes equipas que têm poder económico". Quer isto dizer que aquela noticia que apareceu há uns tempos de que Ivan Cavaleiro, Bernardo Silva e Cancelo teriam sido vendidos a um fundo por 30 milhões é bem capaz de ter fundamento. Significa isto que esta pressa em vender jogadores é sinónimo de que o Benfica está à beira da bancarrota. Só pode. De outra forma não se consegue perceber esta debandada a que estamos assistir relativamente aos nossos melhores ativos que só tem paralelo com o tempo em que Artur Jorge passou pelo Benfica.

quarta-feira, junho 18, 2014

domingo, junho 15, 2014

Verdade incontornável

A continuarmos neste ritmo de vendas dos nossos melhores jogadores vai ser difícil construirmos um plantel que nos dê o mínimo de garantias. Bem sei que sem dinheiro não há palhaços. Mas se vendemos os palhaços para fazer dinheiro, depois não há circo. Só LFV parece não entender esta prosaica verdade.

sexta-feira, junho 13, 2014

Certeza

LFV está apostado em desmantelar uma equipa campeã. A pré-falência em que o clube está mergulhado assim o exige.

segunda-feira, junho 09, 2014

É disto que os benfiquistas gostam





Benfica ganha Taça de Portugal no Hóquei em Patins.

sábado, maio 31, 2014

Mais uma página negra no futsal do Benfica

Uma equipa de milhões é eliminada por uma equipa de tostões. Relembrar que nos últimos três jogos somámos outras tantas derrotas contra este Fundão. Impensável

sexta-feira, maio 23, 2014

Tricampeonato conquistado


O Basquetebol do Benfica continua imparável. Parabéns a todo o grupo de trabalho.

domingo, maio 18, 2014

Fez-se história






A culminar uma época maravilhosa, a que só faltou a conquista da Liga Europa, a vitória na Taça de Portugal que já nos fugia há demasiados anos. Foi uma vitória sofrida muito por força do desgaste físico da equipa e não tanto pelo desempenho do Rio Ave. Vencer todas as competições internas é um feito assinalável e dificilmente repetível nas próximas épocas. Parabéns a toda a estrutura do futebol do clube.

quinta-feira, maio 15, 2014

E o que dizer da maldição das finais da Taça de Portugal?

Depois da humilhação de ontem segue-se a final da Taça de Portugal, competição em que nas últimas 3 finais perdemos contra equipas do calibre do Belenenses, V. Setúbal e V. Guimarães. Veremos se a maldição das finais das competições europeias não se estende também à Taça de Portugal.

quarta-feira, maio 14, 2014

Bela Guttman continua a dar cartas

Quem é incompetente não merece ganhar. Fomos incompetentes durante toda a partida falhando golos inacreditáveis e fomos incompetentes na marcação dos penalties com jogadores a rematarem de forma displicente. Quando assim é não há que nos lamentarmos. Há que assumir as responsabilidades do enorme falhanço coletivo e perceber de uma vez por todas que o Benfica não tem estofo para estas andanças.

quinta-feira, maio 08, 2014

A 1ª está ganha

O Rio Ave entrou com tudo com o intuito de marcar cedo e depois defender o resultado. Felizmente Oblak não permitiu que as nossas redes fossem violadas e a partir daí o Benfica tomou conta do jogo, superiorizando-se claramente ao nosso adversário e obtendo os golos que nos permitiram conquistar pela 5ª vez a Taça da Liga. Foi a primeira final de um conjunto de três que nós gostaríamos de vencer (fazer o pleno numa mesma época seria um feito inolvidável e singular na história do clube). Na próxima 4ª feira temos aquela que à partida apresenta um maior grau de dificuldade. Esperemos que a malapata de Bela Guttman não volte a fazer estragos nas nossas aspirações. Perder pela oitava vez consecutiva uma final europeia seria uma enorme desilusão para todos os benfiquistas.

segunda-feira, maio 05, 2014

Campeões nacionais de voleibol

Bi-campeonato conquistado frente a um adversário difícil o que valoriza ainda mais a nossa conquista. Parabéns aos jogadores e equipa técnica.

sexta-feira, maio 02, 2014

Mais uma jornada épica

Exibição solidária e de enorme sacrifício permitiram ao Benfica chegar à 10º final europeia. Simplesmente maravilhoso.

quinta-feira, maio 01, 2014

Prognóstico para esta noite

Hoje ou sai uma exibição transcendente ou estamos fora da Liga Europa.

segunda-feira, abril 28, 2014

Estou pasmo

Três vitórias frente ao F.C. Porto na mesma época é uma raridade no Benfica, como aliás comprovam as últimas décadas. Acresce que, mais uma vez, jogámos com 10 jogadores durante mais de uma parte. Melhor do que isto é quase impossível.

sexta-feira, abril 25, 2014

Pena o golo sofrido

Excelente vitória frente a um dos colossos do futebol mundial mas ainda assim um resultado escasso para as nossas pretensões. Em Itália, num ambiente altamente desfavorável, vai ser muito difícil ultrapassar este obstáculo. Só um Benfica muito personalizado, sem medo e fazendo um jogo perfeito, poderá chegar á final.

segunda-feira, abril 21, 2014

Happy Benfica

33º campeonato nacional






Que este título signifique o início de um ciclo vitorioso do nosso Benfica.

quinta-feira, abril 17, 2014

Para relembrar


Épico

Confesso que depois do 1-1, e nós com menos um jogador, não esperava que conseguíssemos fazer a reviravolta no marcado e eliminar o F.C. Porto. Duas vitórias frente aos portistas numa mesma época é algo que não acontecia há muitos anos. Será que de uma vez por todas acabámos com a tremideira nos jogos com o nosso principal rival? Destaque para a prestação de André Gomes que fez hoje a melhor exibição com a camisola encarnada, culminada com um golo de eleição. Agora no Jamor esperemos que os nossos jogadores tenham aprendido a lição da época passada e não repitam  a atitude que nos valeu um enorme amargo de boca. Há que respeitar o Rio Ave e provar dentro de campo que somos melhores.

quarta-feira, abril 16, 2014

Tarefa muito complicada

Sendo a Taça de Portugal a 2ª competição mais importante do quadro competitivo nacional todos os clubes a querem ganhar. Acresce que o Benfica não a ganha há uma década, o que reforça a ideia de que necessitamos urgentemente de a conquistar. Mas para lá chegarmos precisamos de afastar o F.C. Porto. E é aqui que a coisa se complica. Com uma desvantagem de um-zero, e sabendo-se das dificuldades que temos em vencer o nosso rival, só um Benfica a roçar a perfeição poderá cumprir esse desiderato, até porque os portistas vão fazer deste embate o jogo da época.

segunda-feira, abril 14, 2014

Manteve-se a tradição

Vencer finais europeias não está no ADN dos jogadores do Benfica. Tem sido sempre assim, de há décadas a esta parte no escalão senior, e hoje a cena voltou a repetir-se nos juniores. E também à semelhança de tantas outras vezes, jogamos melhor mas não conseguimos ganhar. Os mais supersticiosos dizem que isto é maldição do Bella Guttman. Não sei se é ou não. O que eu sei é que estou cansado de ver sempre os nossos adversários erguerem os troféus e nós ficarmos de mãos a abanar.

domingo, abril 13, 2014

Faltam 3 pontinhos

Com o estádio engalanado de vermelho, até parecia que jogávamos em casa, o Benfica deu mais uma passo importante na direção do título. Com o Arouca encostado à sua área cedo se viu que só através de uma bola parada o nosso adversário podia chegar ao golo. Apesar de dominarmos a partida a verdade é que furar a teia montada por Pedro Emanuel estava a ser difícil pelo que o golo ao cair do pano da 1ª parte, apontado por Rodrigo, descomplicou a nossa tarefa. A partir daí foi gerir a partida e o resultado sem pressas e com grande cautela. O 2º golo acabou com as dúvidas de quem sairia vencedor deste confronto. Agora é procurar que o domingo de Páscoa seja o dia do nosso contentamento.

sexta-feira, abril 11, 2014

Desta vez não tivemos sorte

Depois de uma passagem à meia-final sem mácula, eis que o sorteio nos dita a Juventus como próximo adversário na Liga Europa. Só um Benfica ao melhor nível poderá ultrapassar esta Juventus que se apresenta como favorita e que tem a vantagem de decidir a contenda em casa. É fundamental jogar sem receio e pôr a carne toda no assador. Se assim não for as nossas possibilidades reduzem-se drásticamente.

segunda-feira, abril 07, 2014

Está quase

Um Benfica extremamente confiante, irrepreensível táticamente e com períodos de alto nível técnico, foi aquele que se exibiu esta noite frente ao Rio Ave. O terreno está agora mais desbravado para a conquista do título. Domingo em Aveiro teremos mais uma etapa nesta caminhada. A jogar assim temos tudo para sermos felizes.

quinta-feira, abril 03, 2014

Quase na meia-final

O resultado abre-nos excelentes perspetivas de passagem à meia-final. As exibições teimam em não ser entusiasmantes mas como vamos ganhando está tudo bem. Pena a lesão de Ruben Amorim que continua em maré de azar.

segunda-feira, março 31, 2014

O novo recruta do Benfica








Uma nova versão de Matic? Para já o miúdo tem uma particularidade rara que me agrada: joga com os dois pés. Veremos se se consegue impor no Benfica.

domingo, março 30, 2014

Ganhar sem nota artística

Não se percebe como frente a uma equipa tão remendada como a do Sp. Braga, sem grande parte dos seus titulares e jogadores mais valiosos, o Benfica faça uma exibição tão frouxa que não é digna de uma equipa que quer ser campeã. Não sei se é medo, se é cansaço, ou as duas coisas juntas, o que sei é que estas exibições não permitem que os benfiquistas encararem com tranquilidade o que resta do campeonato. Vai ser sofrer até que a matemática confirme que somos campeões.

Obrigatório vencer

Face às inúmeras ausências na equipa do Sp. Braga, outro resultado que não a vitoria do Benfica seria um insulto à nação benfiquista.

quarta-feira, março 26, 2014

A Taça de Portugal já foi

Mais uma vez entrámos no Dragão borradinhos de medo e, tal como habitualmente, voltámos a perder. Quem tem este tipo de atitude não pode almejar a grandes conquistas.

segunda-feira, março 24, 2014

Encurtámos a distância para o título

Mais um passo na direção certa. A Académica foi um adversário muito macio que nos permitiu trocar a bola sem pressão, sem pressas e com qualidade. Os golos apareceram naturalmente e mais teriam acontecido se não estivéssemos bastante perdulários na hora da finalização.
Segue-se a visita a Braga, campo tradicionalmente difícil e onde estamos obrigados a ganhar. Uma vitória neste jogo significará um importante passo, quiçá decisivo, rumo ao título. Ficando em disputa 15 pontos só um cataclismo nos impediria de ganhar o campeonato.

sexta-feira, março 21, 2014

O sorteio ditou

Do ponto de vista teórico provavelmente calhou-nos o adversário mais acessível ainda em competição. Isso não significa que a eliminatória esteja ganha, longe disso. Temos que provar em campo que somos melhores e para que isso aconteça é bom que não subestimemos os holandeses e tenhamos a atitude necessária para um jogo desta dimensão.

quinta-feira, março 20, 2014

Lembrem-se do final da época passada

Um jogo que parecia resolvido acaba com o Benfica em grande tremideira nos últimos 10 minutos. Que este escusado susto sirva de alerta para os próximos jogos pois facilitismos injustificados podem deitar tudo a perder. O final da época passada foi disso um péssimo exemplo.

terça-feira, março 18, 2014

No caminho certo

Passo importante na direção do titulo mas há que continuar com os pés bem assentes no chão pois ainda há muito campeonato pela frente e jogos bastante difíceis.
Uma má entrada no jogo e um penalty ridículo podiam ter deitado tudo a perder mas os jogadores do Benfica souberam, mais uma vez, dar a volta à situação. A veia goleadora dos nossos centrais continua a dar-nos pontos.
Segue-se a Académica. A receita é simples: entrar com tudo e resolver cedo o jogo.

segunda-feira, março 17, 2014

Esperemos que não

Não ganhar esta noite significará entrarmos novamente na fase da tremideira, o que contribuiu decisivamente para o descalabro da época passada.

domingo, março 16, 2014

Dezoito anos depois






Matámos o borrego e conquistámos a Taça de Portugal algo que não acontecia há 18 anos. Façamos votos para que na próxima época consigamos repetir a dose porque um clube como o Benfica não pode estar tanto tempo sem conquistar títulos importantes.

sexta-feira, março 14, 2014

Vitória com exibição de gala

Graças à melhor exibição da época, o Benfica vence o Tottenham e dá um passo importante rumo aos quartos-de-final. Irrepreensíveis a defender, não tanto em termos ofensivos, mas ainda assim fizemos o suficiente para justificar a vitória. Luisão foi o elemento mais em destaque: esteve intransponível e acabou por ser determinante na vitória conseguida com os dois golos que apontou. De negativo o gesto mal educado de Jorge Jesus que demonstrou mais uma vez uma enorme falta de classe que só envergonha os benfiquistas.