quarta-feira, janeiro 25, 2006

A substituição de Vitor Baía

Co Adriaanse está a jogar uma cartada muito alta ao retirar a titularidade a Vitor Baía. Depois de Jorge Costa, este assomo de coragem pode valer-lhe um valente pontapé no traseiro no final da época, caso não consiga vencer a Liga. Se o encosto do central já provocou alguma celeuma, atirar com o guarda-redes para o banco pode acicatar os ânimos dos adeptos portistas, se Helton não corresponder.É bom lembrar que para o universo portista, Vitor Baía não é um jogador qualquer: é o jogador mais acarinhado pela massa associativa e aquele que mais vezes participou nos êxitos do F.C. Porto. É certo que a sua carreira desportiva ao mais alto nível está perto do fim, mas, ainda assim, tem demonstrado ao longo da época que as suas capacidades permanecem intactas, daí não se perceber muito bem o porquê da sua substituição. Não quero acreditar que tenha sido o lance do 2º golo do Estrela da Amadora a despoletar esta situação, porque se foi, todos os guarda-redes desta Liga já teriam encostado ás boxes. Quem se deve estar a rir é Scolari que frequentemente tem sido insultado pelos dirigentes portistas por não convocar o guarda-redes para a selecção. Estes sempre disseram que Vitor Baía era o melhor guarda-redes a actuar em Portugal, pelo que agora não se devem sentir muito confortáveis perante esta decisão do treinador holandês.

1 comentário:

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP »