terça-feira, fevereiro 16, 2016

Finalmente uma vitória frente a um adversário de qualidade

Depois do que tem sucedido em jogos frente a boas equipas, este foi um resultado positivo que embora escasso nos dá a possibilidade de resolver a eliminatória a nosso favor. Além disso, espero que reforce a moral da equipa para os jogos decisivos que aí vêm. Pena os amarelos a André Almeida e Jardel que os impede de estar presentes na Rússia, embora o Zenit também terá duas baixas importantes.
Foi um jogo equilibrado, muito calculista, em especial na 1ª parte. Na 2ª parte, o jogo esteve mais partido, fruto da falta de frescura física, o que permitiu que construíssemos algumas jogadas de perigo, sendo que uma delas foi escandalosamente falhada por Gaitán. Felizmente que muito perto do final da partida, Jonas, ele que nunca marca em jogos desta natureza, resolveu o embate a nosso favor.
Destaque especial para a exibição de Lindelof que se estreou na Champions com uma exibição de grande qualidade. 

3 comentários:

JOSE CARLOS FARIA disse...

Então a vitória sobre o Atlético de não conta como tendo sido frente a um adversário de qualidade?

JOSE CARLOS FARIA disse...

Atlético de Madrid, claro...

Marco Rego disse...

Mas o saldo ainda é francamente negativo. Mesmo contando a derrota para a Taça em Alvalade como um empate porque ocorreu no prolongamento temos 11 jogos de elevado grau de dificuldade, (Atlético, Braga, Gala, Porto, Sporting e Zenit), 5 na Luz, outros tantos fora e 1 em campo neutro e temos 3 vitórias, 1 empate e 7 derrotas. Em golos temos 11 golos marcados e 15 sofridos, apesar de contar o jogo da Taça como empate conto com o segundo golo deles.