sábado, maio 31, 2008

As entradas e saídas no Benfica

Reforços confirmados:
Ruben Amorim;
Yebda;
Djebbour.

Possibilidades:
Jorge Ribeiro (tanta demora parece dar a ideia que o jogador foi descartado);
Diego Buonannote (implica muito dinheiro e o Benfica não o tem)
Pawel Golanski (esta tem pernas para andar);
Zoltan Gera (é falado mas não deve ser uma hipótese credível);
Abelda (o Valência está a dificultar a saída pedindo dinheiro e isso poderá complicar a contratação);

Saídas:
Luís Filipe;
Katsouranis (o Benfica precisa de realizar dinheiro e a sua saída permite encaixar uma boa verba);
Luisão (pelas mesmas razões do grego);
Butt (para quem veio a custo zero e não jogou a oferta do Bayern não deve ser recusada).

sexta-feira, maio 30, 2008

Paulo Assunção rescinde com o F.C. Porto, mas não vem para o Benfica

O brasileiro rescindiu com o F.C. Porto e já há quem pense que o Benfica está envolvido no processo. Não tenho essa opinião, até porque a Lei Webster é clara ao dizer que um jogador que rescinda nestas condições só poderá jogar no estrangeiro. É evidente que as mentes mais maquiavélicas logo vêm dizer que esse impedimento se ultrapassa com facilidade: o jogador joga meia época fora do país e em Janeiro vem para o Benfica. É certo que à luz dos regulamentos esta é uma possibilidade, ainda que não acredite nessa hipótese pois quer-me parecer que nem o Benfica nem o próprio jogador estarão interessados nisso.

Diego Buonanotte

Benfica oferece 15 milhões de euros por Buonanotte do River Plate

"Il Benfica avrebbe messo nel mirino il centrocampista del River Plate, Diego Buonanotte, considerato un degli astri nascenti del calcio argentino. Nei prossimo giorni seconod indiscrezioni provenienti dall'Argentina, il club portoghese, farà pervenire ai 'Millonarios' un'offerta di 15 mln di euro"

Calciomercato.com

quinta-feira, maio 29, 2008

terça-feira, maio 27, 2008

Diamantino por duas épocas

De vez em quando, algumas velhas glórias do Benfica retornam ao clube como técnicos adjuntos da equipa principal. Foi assim com Mozer, Álvaro Magalhães e Chalana. Agora chegou a vez de Diamantino. Uma regra que se aplica a todos eles é que nenhum consegue aquecer o lugar durante muito tempo. Será que o homem do Barreiro terá melhor sorte?

segunda-feira, maio 26, 2008

Tarefa complicada

Fechado o dossier treinador segue-se o fortalecimento do plantel com a contratação de novos jogadores. Esta é uma fase decisiva mas onde temos falhado rotundamente nos últimos anos. Mais do que o dinheiro ou a falta dele, a principal dificuldade de Rui Costa residirá na capacidade que ele terá para conseguir convencer os seus alvos a ingressar no Benfica. Sim, porque isto de jogar no Benfica e no futebol português já não dá prestígio a ninguém. Ainda por cima quando o clube esta fora da Liga dos Campeões.

sábado, maio 24, 2008

Quique Flores, novo treinador do Benfica

Técnico jovem e com um currículo modesto. Esperemos que não seja mais um a juntar ao naipe de treinadores que nada conquistaram ao serviço do Benfica.

terça-feira, maio 20, 2008

Mau prenúncio

Começa a ser preocupante este atraso na contratação do treinador. Só espero e desejo que com Rui Costa não se venham a repetir as novelas do defeso das últimas épocas. Para já, os primeiros indícios não são os melhores.

sexta-feira, maio 16, 2008

Campeões



Já era sem tempo. Ao fim de 18 anos, o Benfica volta a ser campeão de Portugal, no Andebol. São tão raros os títulos alcançados pelo clube que uma vitória destas nos enche de alegria. Parabéns aos jogadores e ao seu treinador, Alexander Donner, que, incompreensivelmente, vai ser afastado da equipa. A não ser que haja motivos muito fortes, que nós desconhecemos, e que tenham justificado o seu despedimento. Conviria que os dirigentes encarnados esclarecessem a situação, para que efectivamente se perceba o que nos leva a prescindir dos serviços de um treinador que acaba de se sagrar campeão e que, reconhecidamente, é o técnico de maior gabarito no nosso país.

quarta-feira, maio 14, 2008

Duas boas notícias

Eriksson afinal não vem. Esta é uma boa notícia pelas razões entretanto já expostas em post anterior. Não há motivo para nos sentirmos defraudados pois, com certeza, haverá melhores alternativas e bem menos dispendiosas.
Outra excelente notícia, a ser verdade o que circula na blogosfera, foi a renovação do contrato de Léo. Dedicação e qualidade são adjectivos que colam bem ao pequeno brasileiro. Este é daqueles jogadores que, apesar dos seus 32 anos, merecem envergar a camisola encarnada uma vez que corre como poucos e asneira menos do que os outros. E isto é algo que não deve ser subestimado. No Benfica ou noutra equipa qualquer.

segunda-feira, maio 12, 2008

As novas funções de Rui Costa

Terminou finalmente o nosso suplício. Uma época desastrosa que culminou com um 4º lugar na Liga, uma das piores classificações da história do clube. Infelizmente, na última década, temos vindo a repetir classificações bastante desprestigiantes, resultado de uma série de erros de gestão desportiva e não só, que nos tem impedido o sucesso desportivo.
Agora surge uma nova esperança com a entrada de Rui Costa para o lugar de director desportivo. Há quem pense que os seus conhecimentos futebolísticos podem vir a ser bastante úteis ao clube. Acredito que sim. De qualquer forma, o "maestro" terá que provar se na realidade é merecedor da nossa confiança. Os próximos meses irão permitir fazer essa avaliação. Deseja-se-lhe a melhor sorte nas suas novas funções e, se possível, que tenha o mesmo êxito que teve enquanto jogador. Os benfiquistas ficar-lhe iam eternamente gratos.

sábado, maio 10, 2008

O que Hitler já dizia sobre o apito dourado

video

A justiça que temos

"Se não fosse este regulamento da Comissão Disciplinar disciplinar, os clubes que hoje perdem pontos seriam punidos com a descida de divisão". Esta frase, do presidente da Comissão Disciplinar da Liga, é lapidar. Quando um comprovado acto de corrupção tem a mesma moldura penal que uma inscrição irregular de um jogador está tudo dito sobre a justiça deste regulamento. E atenção que estes castigos apenas dizem respeito ao que se pôde comprovar em meia dúzia de jogos. Outros milhares ficaram por analisar. Imagine-se o tráfico de influências que ocorreram nas últimas épocas e que ficaram sem a devida penalização. Pinto da Costa ri-se com tudo isto, uma vez que os efeitos práticos do seu castigo são o mesmo que nada. Vale a estes dirigentes o facto de vivermos em Portugal. Noutros países, há muito que tinham sido irradiados do futebol e, muito provavelmente, com penas de prisão.

sexta-feira, maio 09, 2008

Desiludam-se os mais optimistas

Por muito bom que seja o treinador, o que faz uma equipa são os jogadores. E é precisamente neste particular que o Benfica está claramente deficitário. Bem pode vir Eriksson ou outro qualquer técnico de créditos firmados que o resultado final será praticamente o mesmo. Ou seja, com o actual naipe de jogadores, e tendo em conta os reforços já adquiridos, iremos continuar a assitir às conquistas do F.C. Porto. Dir-me-ão os mais optimistas que bastarão 3 ou 4 jogadores de nível para a coisa se compor. Pois. A experiência dos últimos anos tem-nos ensinado a não ter grandes ilusões quanto a essa possibilidade. As pessoas esquecem-se dos verdadeiros folhetins que são as alturas do defeso: as promessas são sempre mais que muitas, mas no começo da época verificamos que elas nunca se confirmam. Ora, se assim tem sido, o que nos leva a acreditar que este ano vai ser diferente?

quinta-feira, maio 08, 2008

Eriksson não me seduz

Se se confirmar a vinda de Eriksson penso que o Benfica faz um mau negócio. Porquê? Porque o sueco está na curva descendente da sua carreira - não ganha nada desde 1998 e a última passagem pela Luz não foi particularmente brilhante - parece-me ser um treinador acomodado e, além disso, é demasiado macio no trato com os jogadores. O Benfica nesta altura precisa de um técnico com outras características. De preferência da escola italiana: alguém com um perfil disciplinador, ambicioso e mestre na táctica. Tenho a sensação que não será ainda com Eriksson que se dará o tão ambicionado momento de viragem no futebol encarnado. Oxalá me engane!

segunda-feira, maio 05, 2008

É tempo de mudança

Ontem desaproveitámos a derradeira oportunidade de nos qualificarmos para a Liga dos Campeões, pois não é crível que na próxima jornada, Sporting e V.Guimarães venham a perder pontos.
A exibição na Reboleira foi o espelho da temporada: equipa amorfa, sem ambição, sem garra e com muito pouco futebol. A ajudar à festa tivemos ainda os equívocos de Chalana que, na senda do que vinha fazendo nos últimos jogos, demonstrou que percebe pouco da matéria e, além disso, dá a impressão de que não conhece os jogadores que tem à sua disposição (a aposta recorrente em Maxi Pereira, um jogador que não tem lugar no onze de nenhuma equipa da Liga, é de uma idiotice pura e terá contribuído decisivamente para mais este descalabro). Deste modo, o 4º lugar aparece como o corolário lógico do que andámos a fazer durante a época, fruto da manifesta incompetência de quem dirige os destinos do clube que, ao invés de reflectir sobre os erros cometidos, prefere continuar a sacudir a água do capote atirando as culpas para cima da arbitragem ou de Pinto da Costa. Com esta estratégia seguramente que não vamos lá. Se o presidente acredita nisso, é hora de dar o lugar a quem tenha novas ideias e capacidade para colocar o Benfica de volta ao caminho do êxito. Os verdadeiros benfiquistas há muito que o merecem.